Excêntricas e bonitas decorações de cafés europeus.

Desafiando expectativas com estranhas instalações de cores chocantes, vibrantes e outros recursos visuais peculiares que os tornam elegantes e contemporâneos, alguns cafés da Europa despertam curiosidades como ambientes divertidos e gostosos de se frequentar.

Aqui o Das Neue Kubitscheck de Munique na Alemanha, do auto-intitulado ‘punk’ Armin Stegbauer, com sua roupagem de 1950 totalmente renovada.

Contrastando com o mármore cinza escuro, as fitas brancas de forma contínua em toda a superfície do St. George Lycabettus Café, em Kolonak, na Grécia, se estendem a partir das paredes, sobre as mesas, até o chão.

Uma barra de madeira facetada constitui o ponto focal do polonês MS Café, no piso térreo do Sztuki Muzeum em Lodz.

Vencedor de vários prêmios de arquitetura, o East Beach Cafe de Littlehampton, no Reino Unido – projeto do arquiteto Thomas Heatherwick - tem um design incomum composto por formas orgânicas de aço na cor do ferrugem e seria, segundo os críticos, uma referência ao Museu Guggenheim em Bilbao, na Espanha.

No Café criado por B3 Designers para o London Design Festival, em 2008, foram utilizadas 8.000 caixas de papelão, pintadas e empilhadas para ficarem parecidas com tijolos.

Os tons roxo, lilás e berinjela usados nas instalações, destacam com a incidência da luz, os móveis geométricos deste Café projetado por Jan Schriener, apropriadamente chamado de Purple.

A Feira de Mobiliário de Estocolmo foi transformado em uma das maravilhas do desenho animado com balões gigantes e papel colorido, onde o designer sueco Jonas Wagell homenageou a floresta e a indústria nas instalações do Bar Design.

E para encerrar, o Cafe Vue em Melbourne, Austrália, onde Elenberg Fraser justapôs uma estrutura que lembra uma gaiola, onde a mesa é iluminada por um lustre com a forma de uma guilhotina, segundo ele um toque de modernidade na estética do Palácio de Versalhes e Marie Antoinette.

Carmosa & Abreu

Fale conosco: amazoninterart@gmail.com